PRECISAMOS PENSAR EM ARQUITETURAS FLUTUANTES?

Escola 1

Muito se fala sobre os avanços arquitetônicos nos quesitos social, político, técnico-construtivo e ambiental. Contudo, nos mais variados discursos e ocasiões, a estaticidade sempre assumida pela Arquitetura ainda é pouco comentada. Quando falamos sobre o tema imediatamente imaginamos “corpos” pesados e estáticos. A humanidade historicamente desenvolveu-se trabalhando em conjunto com a natureza, através da observação, adaptação e o respeito a ela. E esse fator é mais latente quando pensamos na água, que cobre aproximadamente 71 por cento da superfície do planeta.

Com mais da metade da área do planeta recoberta por corpos hídricos e milhares de pessoas vivendo em suas proximidades ou zonas afetadas por catástrofes ambientais, pensar sistemas capazes a adaptar-se, por meio de arquiteturas flutuantes, pode ser imprescindível para o futuro no campo da arquitetura.

Escola 2

Na floresta amazônica – maior bacia hidrográfica do mundo, há quem viva parcialmente em embarcações, transitando de modo nômade, em virtude dos períodos de cheia dos rios nas diferentes épocas do ano. E com o intuito de transitar junto às residências flutuantes, a sabedoria popular desenvolveu as casas em palafitas – esbeltas estruturas de madeira sustentando as habitações elevadas ao nível d’água. Ainda assim, geralmente os atendimentos médicos e escolas, por exemplo, localizam-se a quilômetros de distância, forçando diariamente longos deslocamentos pelos corpos d’água.

Nos aglomerados urbanos, as camadas sociais mais baixas geralmente acabam por ocupar áreas vulneráveis ambientalmente, suscetíveis a inundações e deslizamentos, sofrendo em épocas de chuva. Em 2011, o terremoto e tsunami de Sendai destruíram extensa área no Japão e áreas adjacentes. Por conta da força da natureza, o papel da tecnologia ainda resume-se a mitigar os danos causados por esses eventos.

Na década de 1970, o instigante grupo Archigram  foi responsável pelo projeto The Walking City, uma cidade andante, adaptável, construída sobre imensos contêineres, em estrutura metálica e pernas móveis, com a finalidade de deslocar-se livremente pelo solo ou água. Se a arquitetura utópica, num sistema híbrido entre submarino e nave espacial, provocou reflexões sobre o futuro da arquitetura, hoje, analisando o contexto geográfico conjuntamente aos problemas sociais a exemplo de lugares carentes às condições básicas, podemos entendê-la como um embrião de arquiteturas capazes de adaptarem-se aos diferentes territórios, de modo menos ostensivo.

Escola 4

Podemos pensar a dinâmica dessas arquiteturas flutuantes e seu papel como importante agente no fomento de qualidade de vida aos povos menos abastados ou vítimas de catástrofes ambientais. Para além de residências, elas podem responder a problemas imediatos como espaços dedicados aos programas educacionais, culturais e ligados à saúde e infraestruturas diversas, levando em consideração o esgotamento sanitário, o tratamento da água  e ainda adaptando-se às variações da maré e aumento no nível d’água.

Nos últimos anos, o arquiteto Marko Brajovic, radicado no Brasil, tem estudado o processo e conceitos da natureza como solução de problemas, pela visão da Biomimética. Para ele, a natureza é como um designer de 3.8 bilhões de anos de experiência, capaz de responder inúmeros problemas técnicos, fornecendo dados para a instrumentalização da tecnologia. No processo de seu ateliê, a arquitetura, não pensada como formato, mas como processo, é dividida em três diferentes linhas de pesquisa: Biomimética, Fenomenologia e Comportamentos da natureza. Diante do caráter híbrido e diversidade dos ensaios projetuais, tem estudado as água como importante meio às arquiteturas flutuantes. Conjuntamente a Nacho Marti, mestre em Ciências em Tecnologias Emergentes e Design na Architectural Association School of Architecture de Londres, tem promovido workshops na Amazônia buscando o encontro entre diferentes estudantes e pesquisadores, a fim de encontrar soluções à aplicação destas arquiteturas.

Escola 4

Escola 5

Carlo Ratti, arquiteto, professor e pesquisador do MIT (Massachusetts Institute of Technology), recentemente, propôs uma praça flutuante centrada na Lagoa Lake Worth. Livre de estruturas fixas será construída sobre câmaras de ar, equilibrando-se diante da concentração e controle do mesmo. A proposta não é a primeira utilizando o sistema, anteriormente o professor propôs uma academia flutuante sobre o rio Sena, em Paris, intitulado Paris Navigating Gym.

Os projetos do arquiteto nigeriano Kunlé Adeyemi, também merecem destaque. Á frente do escritório NLÉ Architects, o ex-discípulo de Koolhaas têm apresentado estudos e projetos cada vez mais solidificados na tentativa de resolução aos problemas sociais intrínsecos regionais. O caso da Escola Flutuante de Makoko, em Lagos, vislumbrou uma arquitetura vernacular, capaz de atender uma série de alunos da comunidade.

Escola 6

Escola 7

Abordamos o tema em resposta aos obstáculos que ainda regem a arquitetura quando amparada às problemáticas ambientais e, sobretudo, sociais. Se há progresso em técnicas construtivas, tecnologias e novos materiais, ainda há defasagem e escassez nos estudos e ideias conceituais. Cabe aos estudantes, arquitetos e pesquisadores, refletirmos e buscarmos soluções passíveis de implantação.

Matéria publicada por Arch Daily em 19 de outubro de 2017

 

Publicado em Arquitetura | Deixar um comentário

AIRBNB ANUNCIA APARTAMENTOS COMPARTILHADOS NA FLÓRIDA

No projeto, os residentes poderão alugar seus quartos ou unidades por até 180 noites por ano

Press

Na tendência do coliving, a plataforma de aluguel de casas Airbnb anunciou uma parceria com o Newgard Development Group para construir prédios residenciais focados no compartilhamento e na flexibilidade.

Sob o nome Niido Powered by Airbnb, o primeiro projeto é um prédio de 324 apartamentos em Kissimmee, na Flórida. Ali, os moradores (e hóspedes) poderão aproveitar de amenidades como entrada sem chave e áreas comuns.

O grande diferencial da novidade é a possibilidade de compartilhar os quartos e apartamentos por até 180 noites por ano por meio da plataforma exclusiva Friendly Buildings Program, do Airbnb.

Além disso, os moradores ganharão um aplicativo integrado com a marca que permitirá o gerenciamento de seus espaços à distância, com serviços como o MasterHost – uma pessoa encarregada de auxiliar no check-in em a limpeza e roupa de cama.

“O modelo de Niido proporcionará renda adicional aos proprietários e inquilinos, ao mesmo tempo que aumentará a experiência dos hóspedes do Airbnb. Niido elimina barreiras incentivando o compartilhamento de casa e criando soluções que funcionam para todos”, conta Harvey Hernandez, CEO da Newgard.

Ainda não há uma data prevista para a construção e inauguração do Niido Powered by Airbnb.

Matéria publicada por Casa Claudia em 17 de outubro de 2017

Publicado em Hotéis | Deixar um comentário

SEDE EUROPEIA DA INNOCEAN – IPPOLITO FLEITZ GROUP

Arq 1

Arq 2

A agência de publicidade Innocean, com sede na Coréia, mudou-se para a nova sede européia em Frankfurt. Um mundo de trabalho flexível e moderno foi criado para a jovem empresa, consciente do design, que se encaixa nas diferentes áreas de trabalho dentro da agência.

Arq 3

O dinamismo e o movimento são características fundamentais do projeto, que assimila os funcionários e visitantes assim que eles entram no espaçoso salão de recepção. Estes elementos de design guiam você através das zonas de trabalho abertas e da biblioteca de funcionários especialmente criada até a academia no quinto pavimento, que oferece uma visão impressionante sobre Frankfurt.

Arq 4

Os elementos espaciais poligonais e uma vasta gama de materiais representam os elevados padrões de design da própria agência. Áreas de trabalho abertas e transparentes, emparelhadas com zonas de conferências semi-públicas e completamente discretas, promovem uma atmosfera de trabalho criativa e comunicativa.

Arq 5

Matéria publicada por Arch Daily em 18 de outubro de 2017

Publicado em Arquitetura | 1 comentário

20 TAPETES QUE SÃO O ARREMATE PERFEITO NA DECORAÇÃO

Confira os lançamentos de tapetes da Rug’Society que foram destaque na Maison&Objet 2017

Um jeito fácil e rápido de mudar a decoração de casa é apostar na versatilidade dos tapetes. Com padronagens geométricas, estampadas ou mais clássicas, os tecidos repaginam os ambientes e têm o poder de incorporar diferentes cores e texturas ao décor.

A dica é investir em modelos divertidos e criativos, que mudam a cara de qualquer espaço instantaneamente. E para quem adora estar sempre antenado, a Rug’Society apresentou a nova coleção de tapetes da marca durante a segunda edição da Maison&Objet 2017. Entre os destaques, estão os modelos que exploram elementos selvagens, como as peças Snake e Savana da linha Savage.

Confira os novos tapetes da marca, lançados na Maison&Objet:

Matéria publicada por Casa Claudia em 17 de outubro de 2017

Publicado em Decoração | Deixar um comentário

NEW YORK PROJECT UNE TRABALHO E LAZER NO BROOKLYN

New 1

Vimos muitos espaços de co-trabalho aparecerem nos últimos anos. Enquanto alguns são projetados exclusivamente para fazer o trabalho e estão equipados com os itens essenciais (mesas, cadeiras, wifi), outros como The New Work Project no Brooklyn, Nova York são mais projetados, com uma abordagem de design de interiores que seus membros criativos apreciaria.

New 2

Projetado pelo estúdio de design de interiores com sede em Brooklyn, The New Design Project, The New Work Project é um espaço de trabalho exclusivo para quem trabalha nas indústrias criativas, incluindo: publicidade, publicidade, marketing, arquitetura e design, TV, filmes e meios de comunicação, moda, e publicação.

New 3

O resultado para The New Work Project é um design de interiores em preto e branco (como em cadeiras preto e branco, papel de parede, arte de parede e livros). Este tema clássico é acentuado por acessórios de latão, balcões de mármore, texturas tecidas e pano de folhagem. O mobiliário é projetado por The New Design Project, bem como outros designers locais do Brooklyn, como J.M. Szymanski e Eskayel. Continue ligado no E4D, por aqui a arquitetura e o design sempre estão a serviço do seu estilo de vida!

Matéria publicada por Eye4Design em 13 de outubro de 2017

Publicado em Arquitetura | Deixar um comentário

BANHEIRO MODERNO GANHA TOQUES RÚSTICOS NO DÉCOR

As linhas simples e modernas do projeto são surpreendidas com a banheira vitoriana e a parede com porcelanato que imita aço cortén

WC

Neste banheiro assinado por Marcelo Teixeira para a CASACOR Pernambuco 2017, o décor é contemporâneo com toques rústicos. O espaço, WC do casal, é completo: conta com bancada (Cosentino) dupla, banheira, área para chuveiro e até uma penteadeira. O ambiente predominantemente neutro ganha toques de azul que dão charme ao décor. As linhas simples e modernas do projeto são surpreendidas com a banheira vitoriana e a parede com porcelanato que imita aço cortén.

Matéria publicada por Casa Claudia em 17 de outubro de 2017

Publicado em Banheiros, Casa Cor | Deixar um comentário

13 MÓVEIS PARA A ÁREA EXTERNA DIRETO DA MAISON&OBJET 2017

Lançamentos de objetos e peças outdoor foram destaque em uma das principais mostras de décor e design da Europa: confira as novidades

Seja durante a primavera, verão, outono ou inverno, deixar a área externa impecável é sempre um convite para momentos de descontração e lazer. A decoração de varandas e jardins exige cuidados a mais, como uma seleção cautelosa de móveis e peças resistentes a chuva e ao sol.

Durante a segunda edição da Maison&Objet 2017, que encerrou seu 22º ano em setembro, as peças feitas especialmente para o outdoor tiveram lugar de destaque. Marcas como Fermob e Mobika apresentaram os lançamentos para a próxima temporada. Entre as novidades, estão peças coloridas e versáteis capazes de transformar áreas externas em verdadeiras salas de estar.

Confira os destaques:

Matéria publicada por Casa Claudia em 11 de outubro de 2017

Publicado em Decoração, Móveis | Deixar um comentário

APARTAMENTO PEQUENO COM DECORAÇÃO CRIATIVA E CHARMOSA

Ambientes lúdicos e criativos são o destaque deste apê de 60 m² assinado pelo escritório PKB Arquitetura

Decor 1

O espaço compacto não limitou a criatividade deste apartamento em Botafogo, no Rio de Janeiro. Com 60 metros quadrados, o projeto de reforma do escritório PKB Arquitetura apostou na integração das áreas sociais para a ampliar e otimizar a utilização dos espaços.

Decor 2

Com toques de cores vibrantes, estampas geométricas, quadros e objetos decorativos adquiridos pelos clientes antes da reforma, o apartamento busca transparecer o perfil dos moradores em ambientes despojados, aconchegantes e, sobretudo, funcionais. O hall de entrada foi todo revestido por quadrados de madeira formando um grande cubo de entrada, com toque de cor em um móvel buffet em laca verde.

Decor 3

Uma bancada alta em madeira freijó com banquinhos Tolix para busca agregar a cozinha e sala com ar mais urbano. Pendentes na cor laranja com lâmpadas de filamento dimerizadas propiciam o clima mais intimista para os jantares

Decor 4

Para manter o clima informal e ganhar espaço, a mesa de jantar foi projeta de forma a possibilitar mudar de posição, com um banco fixo em marcenaria de um lado e as cadeiras Lenzi de Zanini de Zanine do outro.

Decor 5

Como o casal adora receber amigos, o escritório com marcenaria planejada e estante em cremalheira se transforma também em quarto de hóspedes. No banheiro social, o subway tiles na cor cinza foi escolhido como base para destacar os detalhes em amarelo, criando uma composição moderna e despojada.

Decor 6

Decor 7

Já a suíte do casal vem em tons mais sóbrios, com o branco, gelo e cinza, porém, com o destaque da cabeceira com aplicação do Favo em alto relevo (revestimento da Rerthy). Assim como o quarto, o banheiro ganhou uma decoração mais clean e moderna, com aplicação do Metro Gray e Metro White da Eliane, bancada branca e armário em freijó sem cores fortes.

Decor 8

Decor 9

Matéria publicada por Casa Claudia em 11 de outubro de 2017

Publicado em Decoração | Deixar um comentário

SMITHSONIAN DESIGN MUSEUM DIGITALIZA 3 MIL ANO DE HISTÓRIA DO DESIGN

Design 1

O museu Cooper Hewitt, conhecido também como Smithsonian Design Museum, conta com um acervo dedicado ao campo do design que abrange trinta séculos e mais de 220 mil objetos que vem sendo continuamente digitalizado e disponibilizado em sua página online.

No site da instituição já podem ser acessados mais de 200 mil objetos, correspondendo a 90% o acervo do museu, que, embora protegidos por copyrights, podem ser usados para fins educacionais, de pesquisa e divulgação.

Design 2

Segundo o Smithsonian, o acervo é “uma espécie de documento vivo, o que significa que o desenvolvimento está em andamento” e, paulatinamente, novas pesquisas vão sendo conduzidas e acrescentadas, e o banco da dados, atualizado.

A coleção pode ser explorada através de diferentes tópicos, que incluem desde paísperíodo publicações até destaquesconservação cores.

Design 3

Com aproximadamente 30 mil acessos mensais, o acervo do Smithsonian Design Museum – que conta com seis obras brasileiras - é uma ferramenta excepcional para estudantes, arquitetos e designers que se interessam por pesquisa ou simplesmente querem conhecer mais da história desse campo.

Matéria publicada por Arch Daily em 11 de outubro de 2017

 

Publicado em Design, Móveis | Deixar um comentário

AS ESTAMPAS QUE ROUBARAM A CENA NA MAISON&OBJET 2017

As padronagens são um hit quando o assunto é decoração, e a mostra europeia apresentou lançamentos estampados que reforçam esses sucesso: confira

Com o poder de mudar a decoração dos ambientes, as estampas são recursos versáteis e fáceis de serem aplicados no dia a dia de qualquer casa. Hits do décor, as padronagens não ficaram de fora da segunda edição da Maison&Objet 2017, que encerrou seu 22º ano em setembro.

Com lançamentos em diversas marcas e com estilos para todos os gostos, os destaques da mostra europeia apresentou desde estampas florais e abstratas a modelos cromados, sucesso absoluto entre os mais moderninhos. Confira na galeria abaixo:

Matéria publicada por Casa Claudia em 10 de outubro de 2017

Publicado em Decoração, Design de Interiores | Deixar um comentário